Quer planejar uma iluminação mais eficiente para um apartamento de até 40m²? A Philips Lighting te ajuda.

Esse tipo de ambiente costuma ser integrado, com poucas divisões entre quarto, cozinha e sala. Assim, para conseguir uma sensação de amplitude, a Philips recomenda uma iluminação interativa e a mais dinâmica possível para atender às diferentes situações.

A iluminação em qualquer espaço deve ser pensada ambiente por ambiente, sem deixar de lado o estilo de vida dos usuários. Um recurso que ajuda no dinamismo da iluminação, tornando-a mais funcional, são os controladores de iluminação, já que o equilíbrio da luz pode influenciar em nosso comportamento no decorrer do dia e estabilizar nosso relógio biológico, interferindo no sistema imunológico e até mesmo no humor. No início do dia vale considerar uma luz menos intensa, que vai clareando e ficando mais brilhante. No entardecer, a iluminação esmaece, tornando-se mais amarelada, que acalma e indica que é hora de descansar.

Pensando nisso, em áreas de atividade como cozinhas, banheiros, lavanderias e escritórios, é indicada a utilização de luz branca ou fria, que despertam nosso senso ativo. Nos rótulos das lâmpadas LED, as opções estão indicadas como aproximadamente 4.000K, ou seja, uma temperatura de cor mais fria. Já em ambientes mais relaxantes, como dormitórios e salas, o ideal é aplicar lâmpadas de cores mais quentes, que nos rótulos de produtos em LED estão indicados entre 2.700K à 3.000K, que ajudam a acalmar e estimulam o nosso repouso.

philips-hue-3Em espaços integrados, uma boa opção é manter a iluminação geral homogênea, com a mesma temperatura de cor – ou fria (4000K) ou quente (3000K) – e a mesma linguagem de luminária (clássica, rústica, vintage, etc.). O que fará a diferença serão as luminárias de destaque, como os spots ressaltando alguns detalhes da decoração, pendentes em bancadas, abajures e luminárias. Os cenários criados com os controladores também ajudam na integração e delimitação de ambiente.

Para auxiliar no equilíbrio da intensidade da luz, é possível encontrar no mercado recursos como o Dimmer, que funciona como o controle de volume de um rádio que varia de intensidade de luz conforme nossa vontade. Assim, com a aplicação de lâmpadas que permitem esse tipo de controle, também chamado de “dimerizável”, é possível ter no mesmo ambiente várias cenas: românticas, tranquilas, ativas, sendo um sistema que proporciona conforto e economia.

philips-hue-4-1Vale destacar também que, para dar a sensação de amplitude ao ambiente, existem outros fatores relevantes aliados à iluminação, como uma ambientação adequada que favoreça a circulação e a integração dos espaços. Paredes e teto claros auxiliam na reflexão da luz, tanto natural quanto artificial. Os espelhos também ajudam a refletir a iluminação, se tornando aliados na sensação de amplitude dos ambientes. Neste caso é aconselhável a aplicação de luminárias difusas, com fechamento em acrílico ou vidro que possam dissipar o brilho da luz, evitando que a iluminação cause desconforto para visão quando rebatida nos espelhos.

A Philips Lighting oferece diversas opções de lâmpadas que podem contribuir com a aplicação das recomendações para iluminação de ambientes pequenos. A Philips HUE segunda geração, por exemplo, pode ser controlada por um aplicativo no smartphone ou tablet. A HUE permite que a lâmpada fique em temperaturas de cor mais quentes ou frias, de acordo com a escolha do usuário, além de sua dimerização poder ser feita também pelo aplicativo, ficando mais intensa ou mais suave. Além disso, é uma ótima opção decorativa, já que as lâmpadas podem ficar em diversas tonalidades de cores.

philips-hue-segunda-geracao-1As lâmpadas de LED tubulares da Philips são a melhor pedida para o uso em sancas, pois permitem uma iluminação mais extensa e homogênea. Para o uso em spots direcionáveis, a LED GU10 proporciona economia de energia ao mesmo tempo em que garante uma atmosfera aconchegante ao ambiente.

As lâmpadas de LED da Philips estão disponíveis no mercado com várias opções de temperaturas de cor.  O consumidor só precisa ficar atento com a questão da emissão de luz de uma lâmpada – é preciso pensar em lúmens e não em watts.  Por exemplo, uma lâmpada de LED de 9.5w e 1055lm ilumina mais e consome menos do que uma lâmpada LED de 10w e 800lm. As gôndolas e embalagens da Philips ajudam a escolher o produto certo. Além disso, as lâmpadas LED da Philips são certificadas pelo Inmetro, possuem 5 anos de garantia e os consumidores que adquirirem lâmpadas da Philips até 18 novembro de 2016 podem concorrer a 1 ano de conta de luz na faixa.

Não deixe ver essa e outras dicas no Homedecore  .